Zona do Euro prestes a desmoronar

Sem comentários Rudá Sudário

Otmar Issing – um dos fundadores do euro e primeiro economista chefe do Banco Central Europeu – em matéria ao jornal Central Banking disse que a Zona do Euro é um castelo de cartas que irá enfrentar uma crise atrás da outra até desmoronar.

O teste virá na próxima recessão global, dessa vez com a Zona do Euro mais fragilizada politicamente e com altos níveis de débito e desemprego.

Um dos pontos que ele criticou foi o programa do Banco Central Europeu de compra de títulos com taxas negativas ou “artificialmente baixas” e disse que “Uma saída da política de ‘quantitative easing’ é cada vez mais difícil, já que as consequências são potencialmente desastrosas”.

Em 2010 Issing ficou conhecido ao declarar que a Grécia deveria ter sido excluída da Zona do Euro para dar uma lição para os outros membros. Ele vê a política de salvar estados falidos comprometedora ao regime. “A ‘cláusula anti resgate’ é violada todos os dias”.

Jacques Delors, “pai fundador” político do euro declarou mês passado: “É essencial e urgente: em algum ponto no futuro, a Europa será atingida por uma nova crise econômica. (…) nessa situação o euro será provavelmente incapaz de sobreviver”.

Rudá Sudário

Editor-chefe do Tendência Econômica