Comércio indiano travado com falta de dinheiro no mercado

Sem comentários Tendência Econômica

Desde o dia 8 de novembro a Índia vive sob uma política econômica rara: desmonetização.

Buscando barrar o caixa de grupos criminosos o Primeiro-ministro indiano Narendra Modi baniu as notas de 500 e 1000 rúpias – equivalentes a 25 e 50 reais respectivamente. Sua expectativa é que forçando a troca das notas de maior valor do país o governo poderá rastrear o dinheiro ilegal.

O que na teoria parece ter o potencial de funcionar, na prática está causando grandes transtornos ao país. Em matéria para o NY Times, o comerciante Gian Prakash Gupta definiu a realidade da economia indiana: “Nós não sabemos como usar o computador, fazer transações online, máquinas de cartão de crédito˜. Estima-se em mais de 90% o total de transações da Índia que são realizadas em dinheiro vivo, 86% delas com as notas de 500 e 1000 que devem ser trocadas até o final do ano. Valores acima de 250.000 rúpias devem ter origem justificada e pagamento de imposto comprovado.

O comércio está parado. Muita gente buscando trocar suas notas antigas estão encontrando filas gigantescas em pontos de troca. Protestos estão sendo realizados nas ruas. Os indianos mais pobres tem pouca confiança no sistema financeiro e costumam guardar suas economias em casa. Muitos deles podem perdê-las se não conseguirem realizar a troca das cédulas.

O governo espera rastrear células de terrorismo e corrupção além de aumentar a arrecadação, considerada uma das mais baixas do mundo. Em 2013 apenas 1% dos indianos pagaram impostos.

Tendência Econômica

Informamos objetivamente os acontecimentos essenciais que guiam os mercados ao redor do mundo