Chegou a hora de comprar ouro

Sem comentários Rudá Sudário

Graças a extrema volatilidade nos mercados mundiais, o ouro já acumula alta de quase 19% este ano. O ouro é o ativo tradicional escolhido pelos investidores em momentos de incerteza.

Stanley Druckenmiller é um dos maiores investidores de todos os tempos. Antigo gestor do Quantum Fund (George Soros), e do Duquesne Capital (fundado por ele mesmo), onde obteve um retorno acumulado de 30% ao ano, sem um único de resultado negativo, desde sua fundação em 1981, até o encerramento em 2010.

Preocupado com a estabilidade nos mercados financeiros com uma possível eleição de Trump e da ineficaz atuação da política monetária dos bancos centrais, ele acredita que chegou a hora de comprar ouro. Em uma conferência realizada no início do mês em Nova York, ele declarou: “Alguns o tem como um metal, nós o temos como uma moeda e nele temos nossa maior alocação”.

Além dos investidores individuais, a alta nos preços possui suporte da Rússia (aumento de 46 toneladas nas reservas de ouro) e da China (35 toneladas), que buscam se proteger da atual volatilidade das moedas mundiais e diversificar seus fundos além do dólar americano.

Rudá Sudário

Editor-chefe do Tendência Econômica