Canadá sofre com a queda do petróleo

Sem comentários Rudá Sudário

Enquanto os deputados entravam em acordo sobre o impeachment no último domingo, 17 de abril, a reunião da OPEC, Rússia e México em Doha, não chegou a nenhum acordo sobre o congelamento da produção de petróleo, mantendo a tendência de baixa no mercado.

Um dos países que vem sofrendo com o atual preço do petróleo é o Canadá, que nos últimos anos construiu sua economia em torno da exportação de commodities. O fim do boom já reduziu o PIB per capita canadense em quase 2.000 dólares segundo o Banco do Canadá, além de aumento do desemprego nos estados produtores e desvalorização da moeda em relação ao dólar americano. O banco acredita que a economia ainda sofrerá por mais de dois anos com o crash das commodities.

Ao contrário do Brasil, as construtoras do Canadá ainda podem fechar contratos com o governo sem maiores preocupações, de forma que o primeiro ministro Justin Trudeau já iniciou programas anti-cíclicos de investimentos em infraestrutura para tentar animar a economia. Além disso, outros setores estão em alta graças a moeda mais fraca, como turismo, indústria cinematográfica e exportações de bens manufaturados, de forma que a economia, apesar de com baixo crescimento, consegue crescer de forma tímida. O Banco do Canadá projeta um crescimento de 1,5% no PIB este ano e de 2,5% no próximo.

Rudá Sudário

Editor-chefe do Tendência Econômica