Argentina conquista o mercado financeiro internacional

Sem comentários Tendência Econômica

Mauricio Macri conquistou definitivamente o mercado financeiro internacional. Um ano após solucionar um calote de US$95 bilhões cuja disputa se estendia desde 2001, o presidente argentino vendeu nesta segunda-feira US$2,75 bilhões (para uma demanda de US$9,75 bilhões) de um título com vencimento em 100 anos, com yield de 7,9%.

O país aproveita uma convergência favorável de fatores com um ambiente internacional de yields extremamente baixos, demanda em alta por mercados emergentes e a busca de seguradoras e fundos de pensão em garantir retornos fixos para atender suas exigências de longo prazo. Antes da Argentina, México, Irlanda e Bélgica já haviam emitido títulos com maturação em 100 anos. No Brasil, a Petrobrás emitiu recentemente títulos com vencimento em 2115 com yield de 7,79%.

Muitos investidores se surpreenderam com a notícia dado o histórico de calotes do país sul-americano: 8 desde sua independência em 1816, 3 deles nas últimas décadas. “É extremamente prematuro para a Argentina emitir títulos de 100 anos,” disse Jorge Piedrahita, CEO da Puma Investments. “Quando você olha o histórico, não sei dizer se podemos encontrar um período de 20 anos em que a Argentina não tenha dado um calote”. Na internet argentinos faziam piada com a novidade, um deles perguntando se a Argentina ainda iria existir em 100 anos.

O Ministro das Finanças Luis Caputo reforçou que a Argentina pôde emitir os títulos por ter conquistado “a credibilidade e confiança mundial na Argentina e o no futuro de sua economia”.

Tendência Econômica

Informamos objetivamente os acontecimentos essenciais que guiam os mercados ao redor do mundo