A filosofia de investimento de Lirio Parisotto

Sem comentários Tendência Econômica

Filho de agricultores, o gaúcho Lirio Albino Parisotto saiu da pobreza no interior do Rio Grande do Sul para a lista da Forbes. Após perder na bolsa de valores, na primeira tentativa, todo o seu patrimônio (um fusca) e na segunda U$ 200.000,00, investiu U$ 1 milhão numa terceira tentativa e dessa vez conseguiu multiplicar o valor por 4. Hoje Lirio Parisotto está na lista da Forbes com uma fortuna avaliada em U$ 1,1 bilhão, através de investimentos na bolsa de valores e algumas empresas da chamada economia real (Videolar, Innova e RBS TV, adquirida em março deste ano).

Sua filosofia de investimentos baseia-se em 10 mandamentos criados por ele:

1 – Não perca tempo com IPOs
“As empresas que abrem seu capital representam uma aventura para o investidor. Muito se gasta na contratação de bancos, impressão de materiais para a divulgação e anúncios em jornais, mas o lucro posterior nem sempre será representativo”, diz Parisotto sobre os IPOs, sigla em inglês para oferta pública inicial de ações. “Não vou dizer que todos são negócios ruins. Há exceções, mas são poucas”.

2 – Não diversifique demais
Segundo Parisotto, há pouca diferença de rentabilidade entre as empresas. “Somente duas ou três são expressivas”, afirma. Para escolher os melhores empreendimentos é importante analisar os balanços, a evolução dos produtos no mercado e conferir a atitude dos executivos. “Tenho 12 ações porque não tenho personalidade para ter duas. Quanto mais diversificada for sua carteira, maior será a prova de que não acredita naquilo que está comprando”, afirma. “Além disso, investir de modo mais direcionado permite que você acompanhe melhor cada uma”. (Na carteira da Geração Futuro, que administra os investimentos de Parisotto, estão presentes 14 papéis: Bicbanco, Bradespar, Banco do Brasil, Celesc, Cielo, Eletropaulo, Eternit, Grendene, Randon, Redecard, CSN, Tecnisa, Transmissão Paulista e Usiminas).

3 – Seja sócio de empresas com vantagens competitivas
“A maioria das empresas do setor aéreo – tanto no Brasil como exterior – não teve um bom desempenho e precisou de ajuda do governo. Outras faliram. E o comércio varejista não tem proteção, sofre muitas oscilações”, afirma o empresário. Já entre siderúrgicas e companhias elétricas, diz ele, é muito difícil encontrar alguma que quebrou.

4 – Fique longe de empresas com sede em países exóticos
“É um absurdo que empreendimentos no Brasil tenham sede nas Bahamas, por exemplo”, afirma. “Imagine a dificuldade para analisar essa empresa criada em outro país, ou mesmo de uma que se transfira para o exterior para depois abrir capital aqui. É perigoso”.

5 – Não invista em empresas que dão prejuízo
Esse mandamento pode parecer óbvio, mas não é, segundo o megainvestidor. “Muitas pessoas investem nelas porque suas ações estão mais baratas, mas isso não é interessante. Empresa que dá lucro não quebra e não fica se explicando aos investidores pelo prejuízo dado”.

6 – Liquidez é fundamental
Quando você faz seus investimentos em empresas que ficam dias sem negociar, terá problemas, acredita ele. Mesmo quando quiser gastar não conseguirá comprar as ações. Imagine, então, a dificuldade na hora de vender os papéis, sugere.

7 – Procure ações boas e baratas
Ações com preço baixo são facilmente encontradas, mas qualidade é outro caso. Não adianta dizer que a empresa é boa se é preciso esperar 50 anos de lucro para chegar ao preço dela no mercado. “Fuja dessas”, recomenda.

8 – Nunca dê ouvidos aos espíritos santos de orelha
“Seguir loucamente boatos sobre o mercado é muito arriscado. No movimento de queda da bolsa, às vezes não há motivo para vender as ações, desde que sejam feitas análises e avaliações corretas dos números da companhia em longo prazo”, afirma ele. Se não quiser avaliar, contrate alguém que faça isso por você.

9 – Controle o medo na queda e a ganância na alta
Quando o mercado cair e os preços das ações ficarem reduzidos, não venda suas aplicações desesperadamente, recomenda o veterano investidor. Controle o medo e coloque mais dinheiro, esse é o momento de investir.

10 – Aposte em um azarão
“Fazer investimentos também pode ser uma fonte de diversão”, diz. “Apostas diferentes do convencional proporcionam novos desafios e possibilidades”.

Tendência Econômica

Informamos objetivamente os acontecimentos essenciais que guiam os mercados ao redor do mundo